quinta-feira, 20 de julho de 2017

Ética editorial – outros tipos de plágio… e contando




Por Ernesto Spinak


Introdução


Nos últimos três anos temos comentado no SciELO em Perspectiva sobre vários tipos diferentes de plágio e processos editoriais fraudulentos. Para mencionar os mais frequentes, temos o plágio propriamente dito, o ghostwriting, o autoplágio, a produção automática de artigos, etc. (Para obter a lista de notas publicadas neste blog sob o tema “plágio”, pesquise na caixa de busca da homepage usando a expressão: plágio editorial, e obterá ao menos uma dúzia de posts).


Esta bibliografia, entretanto, não esgota o repertorio, porque recentemente têm aparecido outros dois tipos – menos frequentes – para serem agregados à nossa lista, a saber o “plágio acidental” e o “plágio pelos pareceristas (peer reviewer)”. Ambos os casos foram publicados recentemente no blog sobre plágio da ferramenta iThenticate.com, que passamos a comentar.


Vejam a matéria completa aqui .

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Governo decide elevar o PIS/Cofins sobre combustíveis, dizem fontes



O governo já decidiu elevar o PIS/Cofins sobre combustíveis, segundo fontes informaram ao Valor. As alíquotas ainda estavam sendo definidas. A decisão de subir esse imposto visa cobrir as frustrações de receitas com a repatriação, a reoneração da folha de pagamentos, o novo Refis e garantir que o governo tenha condições de cumprir a meta de déficit primário de R$ 139 bilhões.


Uma fonte comentou que mesmo com o cenário de aumento do tributo, havia risco de o governo ter que ampliar o contingenciamento, atualmente em R$ 38,9 bilhões, cenário completamente diverso do que defendiam alguns integrantes do governo há duas semanas, que falavam em liberar entre R$ 3 bilhões e R$ 4 bilhões. Essa hipótese dependia da calibragem da alíquota que seria fechada. Outra fonte governamental, contudo, disse que está descartada a hipótese de ampliação do bloqueio de gastos federais.


A escolha do PIS/Cofins ocorre porque o tributo maior entra em vigor imediatamente, sem ter que esperar 90 dias como no caso da Cide. Além disso, não é dividido com Estados e Municípios. O presidente Michel Temer cedeu aos apelos da equipe econômica e do setor de etanol, que também pedia a elevação do tributo sobre a gasolina para melhorar as condições de competitividade no mercado.


Leia mais aqui . 

Fnac vende operações no Brasil para Livraria Cultura




A rede de livrarias Fnac anunciou nesta quarta-feira (19) que fechou um acordo para vender suas operações no Brasil para a rival Livraria Cultura. Somando as duas empresas, a nova rede contará com 30 lojas no país.


A Fnac Darty, grupo francês que controla a rede no Brasil, disse que licenciará a marca Fnac para a nova empresa --ou seja, vai manter o mesmo nome-- e vai realizar uma recapitalização para ajudar a companhia a melhorar sua posição de mercado.


O grupo francês, porém, não revelou o tamanho da recapitalização, nem forneceu outros detalhes sobre o acordo com a Livraria Cultura.


Procuradas no Brasil pela agência de notícias Reuters, ambas as empresas não se manifestaram sobre o assunto de imediato. A conclusão da venda deve ocorrer nas próximas semanas.


segunda-feira, 17 de julho de 2017

Os melhores cursos de economia e contabilidade, segundo o MEC

Confira as graduações com melhores notas nas áreas de ciências econômicas e ciências contábeis, segundo o ciclo de avaliação de 2015. A EPPEN (Escola Paulista de Política, Economia e Negócios da UNIFESP) tem seus cursos de Ciências Contábeis e Ciências Econômicas entre os melhores do País.





O Ministério da Educação (MEC), divulgou recentemente a avaliação de cursos universitários em diversas áreas, inclusive economia e ciências contábeis.

A metodologia se baseia no CPC (Conceito Preliminar de Curso), constituído por oito componentes, agrupados em três dimensões que refletem a qualidade dos cursos de graduação avaliados.

São elas: desempenho dos estudantes (que leva em conta a nota no Enade, entre outros fatores), corpo docente (nota para a proporção de mestres e doutores entre os professores, por exemplo) e condições oferecidas para o desenvolvimento do processo formativo (entre as quais valem pontos a organização didático-pedagógica e a infraestrutura, entre outros quesitos).

Segundo o Inep, os melhores cursos estão no CPC faixa 5 e têm CPC contínuo entre 3,945 e 5. A nota contínua vai de 0 a 5.

Qual é a diferença entre CPC faixa e CPC contínuo?

Um se origina do outro. Funciona assim: os cursos com nota contínua maior ou igual a 3,945, por exemplo, “pulam” para valor máximo do CPC faixa, igual a 5, mas só se tiverem nota maior que 0,945 em todos os oito componentes avaliados. Caso contrário, mesmo obtendo nota contínua maior ou igual a 3,945, o curso terá CPC faixa igual a 4.


Vejam a notícia na íntegra aqui . 

VLI, Amazon e mais 33 empresas buscam estagiários e trainees

Grupo Pão de Açúcar tem 25 vagas para estudantes de administração, design, ciências contábeis, entre outros cursos




Mira uma vaga de trainee ou estágio? Confira as oportunidades disponíveis nos programas com inscrições abertas em ordem crescente de término do prazo.

Solpanamby – trainee

São cinco vagas para São Paulo (SP) no programa Change Makers, que busca universitários de diversos cursos (Exatas, Humanas e Biológicas) com formação entre dezembro de 2014 e dezembro de 2017. Participação em projetos empreendedores acadêmicos ou corporativos é importante.


Salário: não informado
Inscrições: até 18 de julho pelo Vagas.com


Tereos – trainees


Há vagas para profissionais com formação superior concluída no período entre dezembro de 2015 e dezembro de 2017. É preciso ter fluência em inglês ou francês, domínio das ferramentas de informática e disponibilidade para residir no interior de São Paulo. As vagas são para as seguintes áreas: agrícola, indústria, supply chain, finanças, jurídico, sustentabilidade, recursos humanos, comercial e TI.

Salário: não informado
Inscrições: até 22 de julho pelo site do programa


Vejam a matéria completa aqui . 

quinta-feira, 13 de julho de 2017

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Amazon faz mega promoção de livros com até 80% OFF e frete grátis




O site brasileiro da Amazon lança nesta segunda-feira, 10, o "Amazon Day", com descontos de até 80% em mais de 20 mil livros, e-readers e e-books, e 30 horas de frete grátis, sem valor mínimo, para todo o país. A promoção começa às 18h e vai até terça, 11, às 23h59.


Em livros e e-books, o desconto fixo será de até 80%, mas vale a pena ficar de olho na página inicial do e-commerce, que vai divulgar ofertas-relâmpago com até 90% OFF a cada duas horas.


Carros elétricos começam a ser compartilhados em São Paulo

A lógica dos carros compartilhados é a mesma das bicicletas que rodam por São Paulo. O cliente pega o veículo em um ponto, faz o percurso e o deixa em outro local, liberado para o próximo usuário. O serviço começa a se desenvolver no país, com foco em automóveis elétricos.




"Teremos um modelo para trajetos curtos, com carros como o BMW i3 e o Smart, ambos elétricos", diz o empresário Leonardo Domingos, do LDS Group, que lança neste domingo (9) o serviço de compartilhamento em São Paulo, chamado Urbano LDSharing. 




O sistema é "free floating". Significa que os carros estarão espalhados por áreas ("home zones") na cidade, e podem ser utilizados de forma espontânea, sendo devolvidos nos pontos da área operacional, realizada em parceria com uma empresa francesa de tecnologia.

     Carros da empresa LDS Group, que vai oferecer o serviço de compartilhamento de carros elétricos em São          Paulo


MATÉRIAS RELACIONADAS:



sexta-feira, 7 de julho de 2017

IPCA recua 0,23% em junho, primeiro resultado negativo desde 2006





O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu 0,23% em junho, após registrar elevação de 0,31% um mês antes. "Esse resultado é o mais baixo para um mês de junho desde o início do Plano Real e o primeiro resultado mensal negativo para qualquer mês desde junho de 2006", destacou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em nota. Em junho de 2016, o IPCA registrou aumento de 0,35%.


Nos 12 meses encerrados em junho, houve avanço 3%, a menor taxa em 12 meses desde março de 2007, quando ficou em 2,96%. Nos 12 meses imediatamente anteriores, a alta tinha sido de 3,6%. Nos seis primeiros meses do ano, o IPCA acumulou elevação de 1,18%.


A deflação do IPCA de junho foi mais marcada que a média de estimativas obtidas pelo Valor Data, de queda de 0,17%. O intervalo das projeções ia de recuo de 0,07% a baixa de 0,34%.


quinta-feira, 6 de julho de 2017

Depósitos superam saques e poupança ganha R$ 6,09 bilhões em junho




Em junho, os brasileiros colocaram mais dinheiro na poupança do que sacaram: foram R$ 6,09 bilhões a mais, divulgou o Banco Central nesta quinta-feira (6). Foi o segundo mês seguido com resultado positivo e o melhor desempenho desde dezembro de 2016, quando os depósitos haviam superado os saques em R$ 10,7 bilhões.


Considerando somente os meses de junho, o dado é o melhor desde 2013, quando o saldo da poupança foi positivo em R$ 9,5 bilhões. 


Segundo o BC, foram depositados R$ 174,5 bilhões na poupança em junho deste ano, enquanto as retiradas somaram R$ 168,5 bilhões.


Leia mais aqui . 

Demanda energética de carros elétricos se multiplicará por 300

Em 2040, mais da metade de todos os carros novos vendidos serão plug-in, como os oferecidos pela Tesla, segundo relatório da Bloomberg



Os veículos elétricos não estão apenas transformando a indústria automotiva: estão prestes a remodelar também o mercado global de energia.


Em 2040, mais da metade de todos os carros novos vendidos serão plug-in, como os oferecidos pela Tesla, segundo relatório da Bloomberg New Energy Finance.


Isso significa que a demanda dos veículos por eletricidade se multiplicará por 300 em relação ao consumo do ano passado, de acordo com os dados.


As fabricantes de veículos estão se comprometendo com um distanciamento em relação aos motores a combustão: a Volvo afirmou na quarta-feira que a partir de 2019 todos os novos modelos da empresa terão motor elétrico, e a BMW informou que o iNext elétrico substituirá o Série 7 como principal modelo da marca em 2021.


Vejam a matéria completa aqui . 

França define data para o fim dos carros a combustão



Depois de a Volvo anunciar que vai parar de fabricar carros movidos apenas a combustão até 2019, o governo da França anunciou hoje que vai banir a venda de carros desse tipo até 2040. O anúncio, segundo o Guardian, foi feito pelo governo de Emmanuel Macron como parte de um plano ambicioso para atingir as metas do acordo de clima de Paris.


Nicolas Hulot, o ministro de ecologia do país, foi quem fez o anúncio, que segundo ele representava uma "verdadeira revolução". Hulot reconheceu que seria um desafio para as montadoras, mas disse que tinha confiança de que elas "têm ideias suficientes na gaveta para conseguir atingir essa meta, que também é uma questão de saúde pública".


Isso porque a eliminação dos carros a combustão também é "uma maneira de lutar contra a poluição do ar", segundo Hulot. Pascal Canfin, o diretor da ONG WWF na França, considerou que a decisão do governo "coloca a França entre os líderes mundiais das ações contra mudanças climáticas". Por outro lado, Tony Seba, um pesquisador da indústria automotiva, considerou que o plano da França "é como proibir a venda de cavalos de transporte até 2040: já não haverá mais nenhum para se proibir".


Leia mais aqui .

EUA defendem expansão cautelosa da OCDE e freiam planos do Brasil



O governo americano está criando dificuldades para a entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), que conta com o respaldo de países europeus e do secretário-geral da entidade, o mexicano Angel Gurría.


Diante da postura refratária dos Estados Unidos, o presidente Michel Temer foi aconselhado por auxiliares a abordar esse assunto com o republicano Donald Trump na reunião de cúpula do G-20, que ocorre neste fim de semana em Hamburgo, na Alemanha.


Temer recuou da decisão de não viajar. Autoridades brasileiras esperavam um sinal verde da OCDE para o processo de adesão na próxima quarta-feira, quando haverá a última reunião de conselho da organização antes do verão europeu. No entanto, os sinais dados pela Casa Branca são de que um aval imediato é improvável.


Outros cinco países se candidataram a entrar e aguardam, da mesma forma, uma posição da entidade: Argentina, Peru, Croácia, Romênia e Bulgária. Por trás da resistência americana, não há discriminação declarada contra o Brasil, embora funcionários do governo brasileiro que estão na linha de frente das negociações admitam a possibilidade de reflexos da crise política.


O que existe é a aversão dos Estados Unidos contra uma ampliação rápida e irrestrita da OCDE, atualmente um grupo de 35 membros que costuma ser chamado de "clube dos países ricos". Três linhas diferentes estão consolidadas no que diz respeito à expansão da entidade.


Vejam a matéria completa aqui . 

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Simpósio: “Velhas e novas formas de direitas e autoritarismos”

Data: 1 e 2 de agosto de 2017 (terça e quarta-feira)
Local: Auditório da EPPEN-UNIFESP
(Rua Angélica, n. 100, Jardim das Flores, Osasco, SP)



Pelo menos desde a última década, temos assistido a ascensão de ideologias e doutrinas políticas reivindicadas por movimentos de extrema direita, sobretudo aqueles que se encontram com a chave histórica dos autoritarismos políticos, dos fascismos às ditaduras militares de segurança nacional, não raro implicando em aumento da intolerância, do racismo, da xenofobia e da brutal retirada de diretos, uma vez identificar-se este ideário, hoje, com o corpo doutrinário neoliberal, defensor do “estado mínimo” e invocador, para a persecução das esferas de organização da classe trabalhadora e de movimentos sociais na luta por direitos, da violência como instrumento da política, movida contra minorias sociais diversas por meio de um estado-policial de repressão permanente.  As bases sociais, as conjunturas políticas e as dinâmicas econômicas que viabilizam a ascensão, o protagonismo e a visibilidade destes movimentos extremistas, que põem em risco sistemas democráticos extremamente frágeis e notadamente inconclusos, encontram suas matrizes em processualidades históricas ainda inacabadas e que apontam para os extremos da persecução policial, da criminalização e mesmo do morticínio daqueles considerados na "borda externa" do regime ideológico que se pretende defender. Em função da ameaça iminente de recrudescimento da violência política, tomada como instrumento por grupos auto referidos ultradireitistas, na contemporaneidade, há a notória necessidade de o debate acadêmico exceder os muros das universidades, tentando aquilo que Joseph Fontana definiu como "história-instrumento", capaz de alterar o próprio tempo presente. Dado que, historicamente as matrizes do autoritarismo político não se concentrarem numa mesma temporalidade, é imperativo debater os autoritarismos, seus caracteres e permanências, entre distintas formas, da dimensão teórico-conceitual à realidade empírica.

1 de agosto (terça-feira)

19h-20h30
Conferência de abertura: “O conceito de fascismo e suas permanências”
Osvaldo Luis Angel Coggiola (USP)

20h30-23h
Painel: “Novas expressões de autoritarismo político e fascismo”

Os fascismos europeus e a ultradireita contemporânea
Ismara Izepe de Souza (UNIFESP)

Neonazismo, negacionismo e extremismo político
Rodrigo Medina Zagni (UNIFESP)

O internacionalismo antifascista
Iohann Iori Thiago (ANTIFA)

Conservadorismo, intolerância e xenofobia nas eleições presidenciais norte-americanas
Carla Viviane Paulino (UFMT)

2 de agosto (quarta-feira)

14h-18h
Oficina de análise fílmica: “Imagens do autoritarismo e seus usos didáticos”

Exibição do filme: “Ele está de volta” (“Er ist wieder da”); dir.: David Wnendt, comédia, Alemanha, 2016.

Análise fílmica com:
Laíza Santana (USP)
Alexandro Alberto Pereira (Colégio São Domingos)

19h- 21h30
Painel: “Estado-policial e repressão permanente na América Latina”

Autoritarismo e política na América Latina
Igor Fuser (UFABC)

O integralismo e suas permanências
Renato Alencar Dotta (GEINT-UFF)

Ditaduras e revisionismos
Fábio Venturini (UNIFESP)

Intolerância política e a persecução do livre-pensamento
Maurício Orestes Parisi (ICP)

21h30-23h
Conferência de encerramento: “Autoritarismo e Golpes na América Latina
Antonio Roberto Espinosa (UNIFESP)

Aplicativo resume livros de negócios em apenas 12 minutos

Criado pelo brasileiro Diego Gomes, o 12 minutos já tem mais de 1 mil assinantes e 200 livros cadastrados




Já imaginou ler cinco livros em apenas uma hora? Parece impossível, mas o empreendedor Diego Gomes quer tornar este objetivo uma realidade. Criador do aplicativo 12 Minutos, o mineiro resume livros de negócios inteiros apenas nesta fração de tempo, indicando todos os principais pontos abordados na obra e possibilitando que o usuário decida se vale a pena ou não investir seu tempo na leitura do livro.


“Tinha o hábito de ler textos de empreendedorismo e fazer anotações do que chamava a minha atenção. Com o tempo, criei um catálogo com os pontos mais importantes do que li”, conta Diego Gomes ao Estado. “Vi que muita gente poderia se beneficiar deste conteúdo e resolvi criar, junto com minha esposa, uma plataforma para reunir resumos dos principais e mais importantes livros de negócios.”


Vejam a matéria completa aqui .